Smashing Pumpkins – o depois

—————

Para ouvir enquanto lê:

The Smashing Pumpkins – Today

The Smashing Pumpkins – Ava Adore

The Smashing Pumpkins – Stand Inside Your Love

—————

Por um tempo, eu esqueci. Foi só o que fiz. Esqueci onde estava. Esqueci das horas. Mal lembrava que dia era. Se estava frio ou calor, pouco importava. Nem me preocupei com a vontade de ir ao banheiro depois de ter tomado algumas cervejas. A dor nas pernas e nas costas deixou de incomodar. Enfim, não conseguia pensar em nada.
Toda minha atenção estava voltada ao palco. Totalmente absorto na estrutura ainda escura, como uma criança de olhos fechados aguardando uma surpresa.

“Can’t live for tomorrow.
Tomorrow’s much too long”

E então, quase sem acreditar, lá estava o Smashing Pumpkins. Pouco importa que toda a banda, aquela dos anos 90, resuma-se a Billy Corgan, o único membro original remanescente. Muito menos que os últimos lançamentos sejam, pra não dizer descartáveis, praticamente irrelevantes perto dos grandes álbuns produzidos por eles.

Tonight Tonight

A questão é que, finalmente, eu estava vendo um dos meus compositores preferidos ao vivo, responsável por criar algumas das músicas que mais mexem comigo.

Para muitos, o show foi aquém do esperado. Muito se falou da fraca “atuação” da banda, dos intermináveis solos de guitarra e bateria, disso ou daquilo. Porém, nem os elogios cegos de fãs pouco criteriosos, nem as críticas surdas de quem se iludiu esperando ver um Smashing Pumpkins com a formação original tocando somente os clássicos me faz esquecer da emoção de cantar várias de suas músicas ao vivo.

Shame

Afinal, o fato de o Smashing não ser mais como antes não anula toda a história e a qualidade da banda.

De qualquer forma, me sinto realizado por ter visto, ouvido e cantado ao vivo Tonight Tonight, Stand Inside Your Love, Today, Ava Adore e, quem diria, até Drown.


“You can never ever leave without leaving a piece of youth
And our lives are forever changed
We will never be the same
The more you change the less you feel”

Não é o Smashing Pumpkins ideal, mas ainda assim é Smashing Pumpkins. Existe água apesar dos sertões.

Anúncios

~ por rocisman em 28/04/2011.

Uma resposta to “Smashing Pumpkins – o depois”

  1. Como sempre muito bom viajar através dos teus olhos.
    Beijokas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: