Mochilão América do Sul – Dia 17

Dia 17 – 29/04/12 – domingo

—————

Para ouvir:

The Smashing Pumpkins – 1979

—————

O bom de dormir relativamente pouco é que a viagem de ônibus passa voando. Sim, hoje é dia de seguir viagem. Procuramos na internet, tem busão pra Puerto Madryn às 20h45 e às 22h30. Ainda dá tempo de aproveitar mais um pouquinho por aqui.

Depois do almoço, Ayelen, Aymara e eu encontramos Peter e outros mochileiros que ele conheceu no hostel, um norte-americano e um casal de alemães. Vamos todos a uma praça tomar mate. Aliás, nunca tomei tanto chá na vida. Todo dia, a toda hora. Normalmente, teria saído para tomar uma cervejinha.

Finalmente, hoje as nuvens foram embora, deixando o tempo feio de três dias seguidos pra trás, e o sol apareceu. Ô diazinho bonito! No papo em espanhol engasgado com o norte-americano, ele me pede encarecida e repetidamente para não fazer o trekking em Ushuaia sozinho.

– Por favor, es muy dangerous.
– Tranquilo, Will, não vou hacer alone, I swear.

Ter que conversar em inglês e espanhol ao mesmo tempo continua sendo um pouco confuso. Mas valeu a dica!

De volta à casa, uma surpresa. Como se não fosse o suficiente tudo o que a família Estanga fez por mim, ainda me dão uma barraca, pra eu não ter que gastar minha grana com isso. Norberto diz que ele tem várias outras, essa é pequena pra toda a família, mas perfeita pra mim.

No jantar de despedida, empanadas e Quilmes. Desse jeito, dá vontade de ficar por aqui mesmo! Norberto ainda me dá uns tantos mapas da Argentina, Patagônia, Andes, Chile. E, como última prova de que são uma família especial, me perguntam se eu me incomodo se eles forem comigo até a rodoviária.

Passagem comprada pras 23h45. Despeço de todos com uma tristeza que não imaginava sentir com pessoas que conheci há apenas quatro dias.

Escrevo um pouco e o ônibus chega. O carinha que guarda as malas no compartimento de bagagem me pede um “money”. Deve achar que sou “gringo”. Dou só 25 centavos pra ele ficar esperto. Sou brasileiro, rapá!

Na estrada, a lua parece uma laranja-bahia madura, de cor forte. Pena que a bateria da câmera acabou. E a minha também.

Tem mais fotos desse dia aqui!
Acompanhe a viagem pelo mapa.

Anúncios

~ por rocisman em 11/11/2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: