Mochilão América do Sul – Dia 60

Dia 60 – 11/06/12 – 2ª-feira (Buenos Aires)

—————

Para ouvir:

Queens Of The Stone Age – Better Living Through Chemistry

—————

De volta a Buenos Aires, em condições totalmente opostas à minha primeira passagem pela cidade.

Antes, cheguei sem cartões de crédito, sem muita intimidade com o espanhol (a língua, que fique claro), com frio e a ideia de passar uns 15 dias na Patagônia.

Agora, já com um dinheiro eletrônico e outro à espera na casa da Vicky, um pouco mais de facilidade pra ouvir e falar, com calor e 2 meses na Patagônia depois!

A recepção, mais uma vez, é animada. É muito bom estar aqui de novo. Eu chego e Gabi, amiga dos tempos da Trip e rommate de Vicky, se vai. Tem uma viagem a Salta a trabalho, volta só sábado. Enquanto isso, gentilmente me cedeu seu quarto.

Mesmo depois de um banho quente, meus pés estão vermelhos e inchados. O frio no trem durante a noite não estava pra brincadeira. Depois de duas viagens quase congelando, acho que aprendi. Viajar por lugares conhecidos pelo frio sem estar perfeitamente coberto, nunca mais!

O dia passa entre conversas com Vicky, minha família no Brasil e o pessoal que está aqui: Chapola, o mexicano Rey e os caras do Largando Tudo, Renatim e Ítalo.

Vicky combinou com Kelly, que também trabalhou na Trip e também está morando em Buenos Aires, de tomar uma cerveja à noite. Convite estendido a todos e, o que era pra ser uma cervejinha pra pôr o papo em dia virou uma festa com mais de 15 pessoas no bar. Dois professores de Kelly e uma galera do hostel do Chapola se juntaram a nós. Brasileiros, argentinos, chilenos, colombianos, mexicanos e um chinês brindando, conversando, bebendo. Dominamos a parte aberta nos fundos do pub Gibraltar, uma casa bem legal, com boas cervejas a preço justo, mesinhas e uma mesa de sinuca.

Extremamente animados pra ir dormir, vamos a outro bar, chamado Puerta Roja. Uma miniprocissão cambaleante pelas ruas do bairro San Telmo. Outro bar muito bom, já um pouco vazio, perfeitamente normal por ser madrugada de uma segunda-feira.

Por volta de seis e sete da manhã chego em casa. Como da primeira vez na cidade, o dia da chegada foi um absurdo. Desse jeito, quero vir toda semana.

Anúncios

~ por rocisman em 02/07/2013.

2 Respostas to “Mochilão América do Sul – Dia 60”

  1. Primo, acompanho suas aventuras… rs

    Sexta estou por aí de novo… vai ficar em BsAs até quando???

    Saudades de vc!!!!

    Beijos

    • Sô, na real tô em sampa. Os textos ainda são da viagem do ano passado. Estou postando aos poucos no blog. hehehehe
      Legal que tá acompanhando. 🙂
      Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: